Rferencial Curricular pautado nas diretrizes oficiais para a Educação e o Ensino, respondendo aos desafios propostos pelo ENEM e Vestibulares; – Conteúdos trabalhados e exigidos dentro de uma perspectiva associativa entre conteúdo e realidade, favorecendo ao aluno o maior número possível de relações construídas, garantindo, assim , uma aprendizagem que não se fragmenta no tempo; – Realização de simulado – “ENEM JÚNIOR” – numa proposta interdisciplinar de estudo; – Estudos de campo; – Estudos de educação financeira; – Estudos de Formação Moral; – Revisitação de datas comemorativas como : Dia das mães, Dia dos pais, Dia da criança, Semana Santa, Natal…com análises contextualizadas no mundo adolescente; – Estudos Culturais firmados com Saídas Pedagógicas; – Estudos para a construção da consciência de Corpo e Mente saudáveis; – Estudos em Laboratório de Ciências – no turno oposto ao das aulas- com pesquisas e inventos da Ciência Para o Bem Comum.

No Fundamental II , a construção dos valores e a formação moral permanecem como norteadores , uma vez que são princípios que “marcam” a Escola João Paulo I. A mobilização para uma aprendizagem significativa tem no professor o mediador que leva o aluno, numa postura relacional e reflexiva, à construção do seu conhecimento.

Reconhecemos a enorme responsabilidade que permeia a formação de jovens, que nesse novo contexto passa por um momento de transição: inicia-se aí o seu preparo para a inserção profissional; todavia, precisa percorrer uma importante etapa de sua formação geral, quer do ponto de vista acadêmico, na preparação para a continuidade dos estudos do nível superior, quer do ponto de vista humano, na formação da sua consciência cidadã.


face youtube




PROJETO: NORDESTE INDEPENDENTE

Nordeste Independente é um projeto desenvolvido pelos alunos do Fundamental II que estuda de forma abrangente aspectos relevantes da cultura, música, arte e culinária desta região brasileira. Nesse sentido, visa o reconhecimento das contribuições nordestinas para a formação de uma cultura nacional, da mesma forma que realça os traços característicos dos estados que compõem essa grande região.

 




PROJETO: FEIRA DE SAÚDE

Projeto Feira de Saúde, de caráter interdisciplinar, tem o intuito de intensificar a relação entre ensino e pesquisa com as ações de extensão oferecidas pela Escola João Paulo I, visto que trabalha de forma integrada as Áreas do Conhecimento das Ciências Humanas, Ciências da Natureza, Matemática e Códigos e Linguagem.

Tem como objetivo propiciar ações de extensão que criem novos ambientes de ensino-aprendizagem direcionados à promoção da saúde e qualidade de vida da comunidade escolar, bem como desenvolver uma série de ações para promover a democratização da informação sobre saúde, prevenção a doenças, principalmente, aquelas associadas à adolescência e meio ambiente. Tendo como ponto de partida a realidade vivenciada pelos alunos e no município de Feira de Santana.

Neste contexto, o projeto favorece o uso de metodologias e estratégias pedagógicas diferenciadas que auxiliam o aluno na compreensão dos conteúdos teóricos, na medida em que este o transpõe para a prática, potencializando seu aprendizado e desenvolvendo suas habilidades. Todas essas atividades favorecem a integração aluno – comunidade escolar – família. Desta forma o desenvolvimento do projeto como atividade de extensão proporciona práticas pedagógicas como recurso de apoio aos alunos na construção do processo reflexivo de formação do cidadão.




PROJETO: AMERICAN LATIN DAY

Pensando em dinamizar o estudo da língua estrangeira, possibilitando a construção de significados na expressão discursiva e não apenas o conhecimento de sua gramática – pois não se aprende uma língua baseando-se, apenas, na aquisição de suas regras gramaticais – as professoras Andrea Saback e Mariana Vital, respectivamente professoras de Inglês e Espanhol, desenvolvem junto com os alunos do 6º e 7º ano da Escola João Paulo I, o American Latin Day,cujo objetivo é despertar o interesse pelo aprendizado dessas áreas de estudo através da realização de uma atividade interativa e de uso real das respectivas línguas, numa proposta interdisciplinar, além de promover o envolvimento com novas realidades socioculturais.

O grande valor de um projeto como esse é garantir o aprendizado significativo dessas línguas, colocando os alunos em contato com pessoas que possivelmente nunca conheceriam ou nunca saberiam da sua existência, inserindo-os em uma nova cultura, em um mundo extraordinariamente novo e deslumbrante. Isso permite que façam parte do todo e sejam, literalmente, cidadãos do mundo.




PROJETO: DIA DA CIÊNCIA

O Projeto Dia da Ciência é desenvolvido e executado pelos alunos do 6º ano do Ensino Fundamental II. Este dia é especial por ser um evento educativo, no qual os alunos apresentam projetos como, por exemplo, Robôs de Sucata com movimentos. O Dia da Ciência conta, também, com amostras de outros projetos científicos desenvolidos pelas equipes durante o ano letivo.

O objetivo do projeto é que os estudantes apliquem o conhecimento científico para encontrar soluções efetivas que beneficiem a sociedade. Cada equipe é estimulada a desenvolver soluções inovadoras com tal finalidade. O evento será a oportunidade de expor todas essas ideias de forma dinânica e enriquecedora. Venha prestigiar estes pequenos grandes cientistas.




PROJETO: GLOBALIZAÇÃO

O termo Globalização refere-se a um conjunto de ações que interligam e tornam interdependentes as nações, em termos econômicos, culturais, sociais e políticos. A globalização trouxe benefícios, como o barateamento de mercadorias e serviços e a aceleração da troca de informações, proporcionou a integração econômica, informacional e comercial entre diferentes espaços mundiais. No entanto, foi incapaz de mundializar a justiça e equidade social, provocando, assim, a ampliação do fosso econômico entre países ricos e pobres.

Partindo dessa temática, os alunos do 8º ano do Ensino Fundamental II da Escola João Paulo I, realizam um colóquio interdisciplinar envolvendo Geografia, Filosofia, História e Língua Portuguesa.




PROJETO: ENEM JR

Este é um grande momento de avaliação do Ensino Fundamental II, pois os nossos alunos – mais amadurecidos em relação a sistematização desse processo, podem “checar” a evolução do estudo dentro da linha reflexiva e interdisciplinar, como ocorre em nossa escola. O objetivo dessa avaliação é prepará-los para as exigências de um comportamento “leitor– reflexivo” em todas as áreas do conhecimento.

Além disso, o ENEM–JR da Escola João Paulo I – acompanhando a iniciativa do MEC em substituir os exames vestibulares pelas provas do ENEM – faz a opção por um tipo de questão em que, além da resolução de situações-problema, leva os alunos a perceber que tudo o que se aprende na escola poderá ser aplicado em sua vida social e profissional; portanto, não é apenas “treinar para o vestibular” ou para cumprir com as formalidades do programa de estudos; é ampliar reflexões, inserindo o estudante, desde cedo, em procedimentos com os quais se depararão no futuro da sua vida acadêmica e para os quais devem estar preparados e habituados a enfrentar.

E até as emoções são trabalhadas nesse tipo de avaliação; embora não  seja  esse o  objetivo, mas é possível aprender a coordenar o controle da ansiedade e do nervosismo… Além do tempo de  resolução  das  questões.